segunda-feira, 15 de junho de 2015

Toku-Songs: A Música dentro do mundo Tokusatsu! Parte 3 - Final


Boa noite Tokufãs e apaixonados por Toku-Songs! Espero que estejam todos bem!
Mais uma vez, agradeço por estarem acompanhando nosso Blog, pois graças ao apoio de todos vocês, nós estamos cada vez ganhando espaço e respeito no grandioso mundo da Tokunet! 
Hoje encerrarei a matéria sobre Toku-Songs, que para minha satisfação e felicidade, tem sido muito elogiada e teve uma grande aceitação por parte de nossos seguidores. Posso dizer que estas 3 matérias, foram apenas um "resumo" sobre o mundo das Tokusongs, pois como eu mesmo já disse, esse é um mundo muito rico e deixo á vocês, a tarefa de completarem ela. Caso não tenha mencionado algum artista, ou banda que seja o preferido de vocês, nos ajudem comentando aqui mesmo no Blog, ou mandando sugestões na nossa Fanpage, pode ter certeza que nós faremos uma matéria especial sobre ele!
Enfim, sem mais delongas, vamos ao que interessa, e vamos curtir boa música!

SUPER HERO SPIRITS 2000 E OS GRANDES SHOWS DE TOKUSATSU 

    A primeira edição do Super hero Spiris, 
aconteceu no ano de 1999, porém o show de estréia não chegou á ser gravado em DVD, sendo lançado apenas em aúdio no Japão. No ano seguinte, aconteceu a segunda edição do evento, que contou com uma estrutura muito maior, e a presença de muitos dos maiores artistas. Ao todo foram 27 músicas que rechearam o setlist, como sempre o público foi bem diversificado, indo de crianças até os fãs mais velhos, que já acompanhavam seus ídolos e seriados preferidos desde a infância.  Estavam presentes os já conhecidos: Akira Kushida, Hironobu Kageyama, Ichiro Mizuki, Mitsuko Horie, Takayuki Miyauchi, além do estreante Masayuki Tanaka, que levou todos ao delírio cantando a abertura da série Kamen Rider Kuuga, e depois fazendo um dueto com Takayuki cantando Ultraman Gaia, juntamente com a banda Rat Bat Blue, que ficou encarregada de fazer um excelente instrumental durante todo o show.
As músicas contaram com uma mistura de gêneros, clássicos e atuais, e contou com as músicas de Kamen Rider, Super Sentais, Ultraman, Metal Heroes, e outros heróis clássicos como: Akumaizer 3 e Tatakae Ninja Captor! 
    Em 2004, tivemos a estréia do Super Sentai Spirits, que foi criado para comemorar os 30 anos de Super Sentai no Japão. O show aconteceu nos mesmos moldes do Super Hero Spirits, e reuniu diversos músicos envolvidos na música dos Super Esquadrões. O show foi um tremendo sucesso, e graças á isso, ficou determinado que ele seria realizado de dois em dois anos, tendo sua segunda edição já em 2006. O primeiro show, contou com 31 músicas, sendo executadas na sequência, e novamente contou com o principais artistas da TokuSong...
Isao Sasaki e Mitsuko Horie, abrem o show cantando um clássico de Goranger, Susume Goranger! e em seguida as abertura de JAKQ Dengekitai e Battle Fever J. Logo é a vez de Akira Kushida entrar em cena e cantar a bela abertura de Sunvulcan, que inclusive fez os mais velhos chorarem! (E quem não choraria, estando no lugar deles né?).

Aqui temos a épica abertura do show, com Isao Sasaki e Mitsuko Horie, cantando o clássico de Goranger!

O show seguiu muito bem com Takayuki cantando Bioman, e Hironobu Kageyama cantando grandes temas como Changeman e Jetman! 
Um ilustre que também marcou presença no show, foi Taku Kitahara, que cantou a abertura e encerramento da série Choushinsei Flashman. Resumindo, o show foi um espetáculo, além de ter proporcionado o espaço, para que os novos interpretes, que estavam entrando aos poucos no mundos das Toku Songs, pudessem se apresentar, como: Kumi Sasaki, (primeira mulher que cantou um tema de abertura de um Super Sentai na série Timeranger), Yukio Yamagata que fez uma apresentação quase que teatral, com a abertura de Gaoranger, Hideaki Takatori (Hurricanger),  Massaki Endoh, membro do Jam project, que já havia feito uma participação em B-Fighter Kabuto, cantando a música Saving the World, fez um lindo trabalho cantando a abertura da série Abaranger, considerada por muitos fãs, como a melhor abertura de Super Sentai já feita. 
O show também contou com a também estreante banda Psychic Lover, que empolgou á todos com a abertura de Dekaranger. O encerramento contou com todos os músicos ali presentes, cantando a abertura de Himitsu Sentai Goranger. A edição de 2006, contou com os mesmos músicos, e também com o mais novo interprete, e já conhecido Nobuo Yamada, líder da lendária banda Make-Up, que cantou o tema da série Go Go Sentai Boukenger! (Lembrando que Nobuo Yamada, já havia cantado a música Madou Kishi Wolzard, tema do personagem Wolzard, na série Mahou sentai Magiranger em 2005).
E os grandes festivais não terminam por aqui, temos também o Kamen Rider Live Show, que inclusive em 2011 ocorreu uma edição muito especial que foi: Kamen Rider 40 x Super Sentai 35 Anniversary Live & Show, cujo objetivo, era comemorar o aniversário das duas franquias, reunindo novamente grandes nomes da Tokusongs, além da presença do herói íconico Gavan, que na época chegou á fazer um crossover com o Super Sentai Gokaiger. Após o grande sucesso deste show, teríamos anualmente um novo live show, fazendo um espetáculo de concertos e talks shows, com os músicos e atores de cada série, que fazem incriveis aprensentações.


Aqui podemos ver uma parte da edição mais recente do Kamen Rider x Super Sentai Live & Show.

JAM PROJECT: UMA BANDA FORMADA POR MESTRES!


O Jam Project ( Japan animationsongs Makers project), que poderiamos traduzir como: "Projetores de músicas de animês", é uma banda, ou como eu gosto de chamar, um supergrupo formado em 2000, no dia 19 de Julho. O motivo para a existência do Jam, começou ainda nos anos 90, quando os cantores de músicas de animês, video-games e tokusatsus, estavam um pouco em baixa, se compararmos ao grande sucesso que foram os anos 80 por exemplo. 
O mercado fonográfico em questão, parecia estar decaíndo, e as gravadoras optaram por colocar grupos e músicos mais pops em suas aberturas e encerramentos. Muitas dessas músicas, não tinham muito a ver com a história do animê, ou muitas vezes não eram do agrado dos fãs e dos próprios músicos que as interpretavam. 
Foi então que no ano 2000, Eizo Sakamoto, que é um dos mais importantes cantores de Metal/Heavy Metal do Japão, prôpos algo que ele já vinha idealizando desde os anos 90, e convidou de ínicio Ichiro Mizuki, e Hironobu Kageyama. A idéia era criar um grupo reunindo os melhores cantores de animesongs e tokusongs, e fazer shows nos ocidente, para assim "ressucitar" o espiritos das músicas de anime, no Japão e no mundo todo. A partir dessa idéia de Sakamoto, foram convocados também, Rica matsumoto, que na época estava fazendo um enorme sucesso, cantando o tema do anime Pokemon e também mais tarde para a série Kamen Rider Ryuki, além do cantor Massaki Endoh, que já havia cantado para B-Fighter Kabuto, e na época estava trabalhando muito com Kageyama, em fazendo shows acústicos.

Com o apoio de uma recente gravadora, chamada Lantis, o Jam project, estava formado, com o nome sendo criado por Kageyama, que se tornou o principal fundador e líder do então formado super grupo.
    A primeira formação do Jam durou 2 anos, até a entrada de um novo integrante, Hiroshi Kitadani, que foi convidado pelo próprio Kageyama, depois de fazer enorme sucesso com as músicas do animê One Piece, anos mais tarde, ele cantaria para o Tokusatsu Madan senki Ryukendo, onde cantou o tema de abertura da série. O grupo então contava com 6 integrantes, porém infelizmente, alguns meses depois da entrada de Kitadani, Ichiro mizuki, que era o membro mais velho do grupo, anunciava a sua saída, pois passaria a focar mais em sua carreira solo. Porém antes disso, ele partipou do primeiro álbum do grupo intitulado: JAM First Process. Já no ano seguinte, quem sairia do grupo, seria o segundo fundador, Eizo Sakamoto que estava envolvido em um projeto paralelo, chamado Animetal. 


  Mas o Jam, não ficaria com apenas 4 membros por muito tempo, pois no mesmo mês, entraria mais 2 novos integrantes, Masami Okui e Yoshiki Fukuyama, fazendo assim a banda voltar á ter 6 membros na equipe. Em 2008, foi a vez de Rica Matsumoto anunciar sua saída da banda, devido aos seus projetos com dublagem. Ficou então formada o que era para ser a formação definitiva da banda, que partiram em sua primeira turnê mundial, a NO BORDER.
Mas a história do Jam Project estava apenas começando, e em 2004, em uma de suas passagens pelo Brasil no evento Anime Friends, Kageyama conheceria o novo sexto integrante da banda, nada mais nada menos que o Brasileiro Ricardo Cruz.


RICARDO CRUZ: O TOKUFÃ BRASILEIRO QUE SE TORNOU UM IMPORTANTE NOME DA TOKUSONG, AO LADO DE SEUS MAIORES ÍDOLOS!


Imagine você, um fã de cultura japonesa, Tokusatsus, Animes e tudo que engloba este universo, ainda no colegial, tem a oportunidade de fazer intercâmbio no Japão, aprender falar Japonês mesmo não tem tendo nenhuma ascendência oriental, e lá poder assistir aos maiores shows de Tokusatsus e Animes, além de estar diante de tudo relacionado á isso, podendo ver de perto seus maiores ídolos e heróis... Bom, esse é o sonho de todo Tokufã, e um pouco da história de Ricardo Cruz, o cantor que se tornaria um integrante do Jam Project, e o único Brasileiro á se integrar oficialmente em um grupo originalmente Japonês. Ricardo começou colaborando com a antiga e saudosa revista Herói, depois passou á traduzir mangás, e então no ínicio dos anos 2000, começou á exercer, o que ele mais amava: a música. Com isso, começou á cantar nos principais eventos ligados á cultura pop japonesa.


A história de Ricardo no Jam, começou no Anime Friends 2004, ele estava em uma banda que fazia covers de Tokusongs e Animesongs. No evento, também estava Kageyama e os outros integrantes da banda. Kageyama ao ver Ricardo cantar, não só com a voz, mas também com o coração, sentiu que o jovem tinha uma bela voz  e um espirito muito forte, e estava diante de alguém com muito potêncial e que de fato, amava muito os heróis japoneses. Foi então que Kageyama, pediu á ele uma fita-demo, mostrando um pouco de seu trabalho, e no ano seguinte, Kageyama o inscreveu em um concurso, sem que Ricardo soubesse. Este evento, era promovido no Japão, exclusivamente para encontrar um novo integrante para a banda. Kageyama entao pessoalmente o convidou á participar do tal concurso, e lógicamente, Ricardo participou, e o melhor de tudo, ele ganhou o concurso, e no mesmo ano caiu na estrada com o grupo, para a sua próxima turnê, intitulada GOING.  


O Principal trabalho do Jam com Tokusatsu, se iniciou com a série GARO.

Com a nova formação, o Jam Project, se encontrava em sua melhor fase, e ainda em 2005, ficaram encarregados de cantar as músicas do Tokusatsu GARO, que era exibido durante as madrugadas do Japão, por conter uma temática adulta. Desta série sairam grandiosas canções como a conhecida Savior in the Dark. Nesta série, Kageyama também participou como dublador do personagem Zaruba, o anel falante (e poe falante nisso!) do personagem Kouga.


Abertura da série GARO, música que tornou um verdadeiro hino das Tokusongs.

Em 2008, Ricardo gravou seu primeiro disco com a banda, o Get Over The Border, neste disco, estava presente a música HERO, que chegou á ter uma versão em português, com letra do próprio Ricardo. Esta música retrata a paixão do músico pelos heróis japoneses, e chega á explorar momentos únicos de sua infância, ou seja, é uma música que qualquer Tokufã irá se idêntificar. Na versão em Português desta música, cantam Ricardo e todos os outros integrantes da banda, que fizeram de tudo para não errar no Português...


Música pra lá de emocionante que retrata á vida de diversos fãs de Tokusatsus e Animes.

...outra música muito bacana e que merece destaque no disco, é a Yume Oibito~Sempre Sonhando~ que também teve letra escrita por Ricardo, e composição de Kageyama. No ano seguinte do lançamento deste excelente álbum do Jam, a banda recebeu mais um convite para participar de outro Tokusatsu, desta vez, seria a série Tomica Hero: Rescue Fire, sequência de Tomica Hero Rescue force de 2008. O Jam project, continou cantando os temas para as demais continuações de GARO, e seguem lançando álbuns e fazendo grandes turnês pelo mundo todo.


On the Rocks, álbum que homenageia os Tokusatsus.

Ainda falando de Ricardo Cruz, em 2014, ele anunciou o seu primeiro álbum solo, na verdade um EP com apenas 3 músicas. On The Rocks, nome da faixa que dá título ao álbum, é uma grande homenagem de Ricardo ao nossos amados Tokusatsus, mais expecificamente aos Metal Heroes. A composição desta música contou com a colaboração de Chumei Watanabe (compositor da algumas trilhas dos uchuu keijis, e Jaspion ), além de Hironobu Kageyama, que com certeza é a maior influência de Ricardo para o trabalho. Já a segunda faixa, Silent Road contou com a participação de Massaki Endoh, e a terceita faixa Kill Shot, que poderíamos chamar de "Música de herói", conta com a narração de Kageyama, em uma participação muito especial.

Em breve será lançado um video clipe da música On The Rocks, que agradará á todos os fãs de tokusatsu. Isso por que ele irá apresentar um herói original baseado nos Metal Heroes, e no clipe, lutará com um monstro em uma pedreira ( Mais referências que isso, impossivel!).  A pedreira que foi usada, é muito parecida com a  pedreira original que a Toei Company, utilizou para gravar uma enchurrada de séries. Mas a parte mais incrível neste clipe, é que o "alter ego"do personagem, será ninguém menos, que o íconico Hiroshi Watari, isso mesmo, o nosso querido Boomerman, Sharivan e Spielvan!
O ator foi convidado especialmente para vir ao Brasil, gravar esse maravilhoso clipe. Com On the Rocks, Ricardo Cruz, tem sem dúvidas outra grande conquista, além de participar da banda Jam project, ele agora pretende conquistar de vez o concorrido mercado fonográfico Japonês. O álbum completo deve sair ainda este ano, contando com mais músicas, e o video clipe também logo estará disponível na íntegra. 
Assistam á seguir um pequeno teaser, mostrando Hiroshi Watari, em ação!



Para quem quiser escutar as 3 primeiras músicas do Single, elas podem ser adquiridas via Itunes. Segue o link: Itunes-Ricardo-Cruz-On-The-Rocks

A NOVA GERAÇÃO DE TOKUSONGS!


Como podemos ver durante as décadas, o Tokusong passou por uma evolução, assim como tudo no universo da música, ou seja muita coisa mudou, sejam em suas letras, ou em suas sonoridades, principalmente se compararmos com os anos 70 e 80, onde todas as séries tinham músicas e letras feitas especialmente para cada série em si. 
Hoje em dia, vemos nas séries muitas músicas de bandas de Pop/Rock, muitas vezes bem conhecidas no Japão, como já acontece com os Animes por exemplo, esse fato ocorre principalmente com ás séries Kamen Rider. Ai você pode me perguntar: Mas então você quer dizer que essa mudança, é uma coisa ruim? -Eu respondo: Não! muito pelo contrário, acredito que tudo com o tempo, sofre mudanças, e no caso das Tokusongs, foi uma mudança necessária e muito natural. Nós ainda estamos tendo muita música boa, e continuamos tendo grandes revelações nesse universo. 
A partir dos anos 2000, poderia destacar Masayuki Tanaka, que fez um excelente trabalho, em Kamen Rider Kuuga, Shinichi Ishihara que cantou em Kamen Rider Agito, Rica Matsumoto em Kamen Rider Ryuki, Aikawa Nanase que canta a primeira abertura da série Kamen Rider Blade, além do encerramento da série Ryukendo... Tivemos também no meio do Super Sentai, Kumi Sasaki que como já foi mencionado, foi a primeira mulher, a cantar em uma abertura de Super Sentai, tivemos Massaki Endoh em Abaranger, Hideaki Takatori em Hurricanger e Kyouryuger. Nobuo Yamada, lider da banda Make-up, que já cantou para o anime Cavaleiros do Zodíaco, fez um trabalho excepcional com ás séries Go Go Sentai Boukenger e Tensou Sentai Goseiger.
Nobuo Yamada, líder das bandas Make-up e
Grand Prix, canta a empolgante abertura de Boukenger.
Por trás destes cantores de Super Sentai, estava o grupo Project R, que é um grupo idealizado pela Toei company em parceiria com a Nippon Columbia. Este grupo, ficaria encarregado de produzir ás músicas temas de Super Sentai, inciando seu trabalho em 2008 com a série Engine Sentai Go-onger, contando também com a estréia de Hideyuki Takahashi , que mais tarde também cantaria na série de 2011, Kaizoku Sentai Gokaiger. Consagrados artistas como Akira Kushida, Takayuki Miyauchi, MOJO, Ichiro Mizuki e Shinichi Ishihara, já contriburam com o Project R, ajudando nos arranjos e composições das letras.

Muitas bandas também fizeram história no mundo da TokuSong, á exemplo de TETRA-FANG, banda que pertence á Koji Seto, cantor e ator, que fez o papel principal na série Kamen Rider Kiva de 2008. Ele usou sua banda para fazer a trilha sonora da série, inclusive a contagiante Supernova e Destinys Play . Alias, Kiva é uma série que fala muito em música, como por exemplo os violinos, que são umas das características fortes da série, além de muitas músicas do Tetra Fang, que podem ser ouvidas durantes os episódios. 
O Cantor GACKT e sua banda, também marcaram presença no Tokusong, cantando inicialmente para
a série Kamen Rider Decade em 2009, o single Journey Through the Decade ficou semanas no topo das paradas de sucesso nipônicas. Gackt também cantou á música The Next Decade, no filme Kamen Rider Decade: All Riders vs Daishocker. Neste filme o cantor também faria um papel de ator, interpretando o personagem Riderman, hoje ele atua no Tokusatsu da indonésia, Bima Satria-Garuda.

 Capa do Single de Gackt Journey Through the Decade.

AS MAIORES E PRINCIPAIS BANDAS:

 PROJECT DMM


O Project DMM, é um grupo formado pelos membros Kazuya Daimon, Takashi Matsubara e Tatsuya Maeda, que mais tarde seria substituido por Katsumi. Tatsuya Maeda, cantou diversos temas das séries Ultras fora do grupo, e inclusive muitas músicas que foram gravadas com Maeda, foram regravadas anos mais tarde com Katsumi no grupo.
O nome DMM é uma abreviação das palavras Dream Miracle Messenger, algo como "mensageiros de sonhos e milagres". O principal trabalho do grupo até hoje são nas Ultra-Séries da Tsuburaya Productions, começando por Ultraman Nice e Ultraman Neos entre 2000-2001,  depois em Ultraman Cosmos de 2002, Ultraman Max, Ultraman Mebius e o mais recente trabalho no filme Ultra Galaxi mega monster Battle.

Kokoro no Kizuna faz parte da trilha sonora de Ultraman Cosmos, que foi inteiramente cantado pelo Project DMM.

RIDER CHIPS


A banda de Hard Rock Japonês, Rider Chips começou suas atividades á partir do ano 2000, sob o rótulo da Avex mode. Inicialmente, o grupo contava com apenas 3 integrantes instrumentistas que eram: Yoshio Nomura na guitarra, Koichi Terasawa no baixo e  Satoshi "Joe" Miyawaki na bateria. Periodicamente, era convidado um vocalista diferente para assumir os microfones, até que em 2006, entrou Ricky ex-membro da banda Daisen, e permaneceu fixo como o vocalista oficial da banda. Como o próprio nome já diz, a banda foi fundada no objetivo de criar músicas para as séries da franquia Kamen Rider, o seu trabalho de estréia foi na série Kamen Rider Agito, assim passando pelas séries seguintes, Kamen Rider Ryuki, 555, Blade, Hibiki, Kabuto e em 2012 com Kamen Rider Wizard, que contou com o single Blessed wind.
A banda conta com 4 álbuns de estúdio e participa anualmente dos Kamen Rider lives shows, e faz grandes shows por todo o Japão. 
O melhor trabalho da banda na minha humilde opinião, foi na série Kamen Rider Blade de 2004, as faixas Elements e Kakusei, são músicas memoráveis que todos vocês já devem ter escutado, mas que vale a pena rever, pois relembrar nunca é demais!


 KAMEN RIDER GIRLS


Prevejo muitos marmanjos (assim como eu!), suspirarem nesse momento, e não é para menos, afinal estamos falando das 7 musas da Tokusongs (quanta beleza rs), as nossas lindas e talentosas Kamen Rider Girls! O grupo foi criado pela Ishimori productions em parceiria com a gravadora Avex Trax para comemorar os 40 anos da franquia Kamen rider no Japão . Elas fizeram sua estréia em um programa de rádio online chamado "Wind wave Fm rádio station", feito especialmente para a série Kamen Rider W, que era a série do momento entre 2009-2010, mas o primeiro single, e primeira música de sucesso foi no filme que saiu em 2011 , chamado OOO, Den-o All Riders Let's Go Kamen Rider, filme que também comemorava os 40 anos da franquia. Daí saiu o single "Let'Go Rider Kick 2011", consagrando assim as Riders Girls, e conquistando o competitivo mercado musical Japonês. 


Do primeiro Single também saiu a dançante Koi no Rider Kick , 
além da faixa Heart no henshin Belt.

No grupo, cada garota representa um Kamen Rider de cada série, Nao Yasuda (Kamen Rider Blade), Erica Yoshizumi (Kamen Rider Den-o), Kaori Nagura (Kamen Rider Kiva), Hitomi Isaka (Kamen Rider OOO), Mistsuki Endo (Kamen Rider Fourze), e os mais atuais Kamen Rider Wizard e Kamen Rider Gaim, são representados por Chisato Akita e Tomomi Jiena Sumi, respectivamente. Uma das participantes do grupo, Yurika Hirokawa, que representava o Kamen Rider Ryuki, saiu do grupo em 2012, por motivos ainda desconhecidos.
As Kamen Rider Girls, participam de diversos eventos, assim como os Kamen Rider Live show, onde fazem diversas apresentações de dança. Hoje com 2 álbuns de estúdio lançados, nossas Rider musas, estão apenas começando, e o sucesso delas está longe de acabar.

CONSIDERAÇÕES FINAIS E O FUTURO DAS TOKUSONGS!


Você que tem acompanhado essa matéria desde o ínicio, onde eu falei dos primeiros grandes artistas que ajudaram a criar ás primeiras músicas destinadas as nossas queridas séries japonesas, ainda no ínicio dos anos 70, até passar pelos anos 80 e 90, notou a diversificação de estilos que existem dentro deste gênero músical, e o quanto essas músicas sofreram mudanças, principalmente no ínicio do século 21. Como eu mesmo falei em certa parte da matéria, essa mudança está longe de ser algo ruim, na verdade foi uma grande revolução que conseguiu levar as músicas das séries para um novo patamar, quebrando tabus, e mostrando que o Tokusong é sim, um estilo de música muito lucrativo como qualquer outro, e pode ficar no topo das paradas nas rádios, podem ter seus clipes na TV e gerar grandes shows e turnês, e assim também podendo formar a nova geração de músicos que se estendem até hoje. Afinal, mesmo que os nossos veteranos, Akira Kushida, Ichiro Mizuki e etc continuam cantando, sabemos que eles já estão na estrada á mais de 30 anos, e ambos o estão na faixa dos seus 60-70 anos de idade, então nada mais correto, que abrir o espaço para os garotos da nossa geração, continuar o legado destes mestres e continuarem a nos encantar com suas aberturas e encerramentos das nossas séries favoritas.
Em alguns casos, juntar artistas consagrados com os jovens cantores, pode dar muito certo como aconteceu em 2010 com Kamen Rider OOO, na música Power to Tearer, tema de uma das  formas de OOO, a  "Ptera-Tricera-Putotytyrannosaurus", juntaram-se o ator principal da série Shu Watanabe e Akira Kushida, que fizeram um show á parte, gravando inclusive um incrivel video-clipe.

Video Clipe da música Power to tearer, da série Kamen Rider OOO.

Isso já nos remete á outro fato que acontece muito hoje em dia nas Tokusongs, que são os atores das séries, cantarem alguns temas, como o próprio Shu Watanabe, assim como na série Kamen Rider Blade, onde Ryoji Motimoto, que interpretou Hajime Aikawa ( Kamen Rider Chalice), cantou o tema de seu próprio personagem Take it a try. Dentre outros exemplos, destaco a faixa "Lord of the Speed", da série Kamen Rider Kabuto, interpretada por Yuuki Sato que na série viveu Kagami Arata, o Kamen Rider Gatack.. a música teve Yuuki nos vocais, e como instrumental a banda Rider Chips. 
Não podemos esquecer também, das tradicionais danças que já se tornaram marca registrada nos encerramentos dos Super Sentais, a primeira "dançinha" veio ainda nos anos 90 com o encerramento da série Ninja sentai Kakuranger, sendo que neste, ainda não tinha a  participação dos atores principais, mas a partir de Tokusou Sentai Dekaranger de 2004, ficou oficializada a dança pelos atores principais, e isso foi seguido pelas séries seguintes. E você, já conseguiu aprender alguma coreografia?

             Aqui podemos ver um belo exemplo de dança, no encerramento do filme crossover entre Go-buster e Kyouryuger, Alias os Kyouryuger são mestres em dança! 

Em 2013, nós tivemos o filme Kamen Rider x Super Sentai x Uchuu Keiji: Super Hero Taizen Z, que contava com um crossover, entre as 3 franquias mais famosas da Toei, e no encerramento deste filme, surgiu o grupo Hero Music All Stars Z que foi montado especialmente para cantar o tema do filme. Este grupo contou com a presença de vários cantores famosos da Tokusong atual como as Kamen Rider Gilrs, Ricky vocalista da banda Rider Chips, Yoshio Nomura também do Rider Chips, Akira Kushida, Hideaki Takatori que canta Hurricanger, Hideyuki Takahashi da série Go-onger e Go-busters, Shogo Kamata que canta em Kyouryuger e Tsuyoshi Matsubara, da série Gokaiger. Deste grupo saiu a faixa "Jounetsu~We Are Brothers" cantada em forma de um coral, com todos os cantores reunidos. A música inclusive já foi atração do Kamen Rider x Super Sentai Live show deste ano, em uma emocionante e épica apresentação, que estiveram presentes além do cantores citados acima, Nobuo Yamada, cantor da série Boukenger, e os atores das atuais séries Kamen Rider Gaim, Kamen Rider Drive e Ressha sentai Tokkyuger, além de outros cantores famosos.

                    
Para finalizar a matéria, devo dizer com muita satisfação que os Tokusongs, estão indo para um caminho certo, as mudanças como eu disse, foram muito positivas, e isso é notável nas novas músicas que estão surgindo nas séries atuais. Na minha opinião as músicas continuam com o mesmo espiríto, a mesma emoção, e continuam com as mensagens de superação, bondade e heróismo, entre outros temas que as antigas Tokusongs, sempre abordaram em suas letras.
Um bom exemplo disso é o atual Yohei Onishi, convidado para cantar a música tema da série Shuriken Sentai Ninninger. A música "Saa Yuke! Ninninger!" possui uma sonoridade que combina muito com o clima da série, além de utilizar tradicionais instrumentos japoneses, que tem tudo a ver com o tema Ninja que é abordado na série, mesclando assim estes instrumentos com o pop bem atual e empolgante, lembrando inclusive as aberturas das séries Kakuranger e Hurricanger, que também utilizaram a temática ninja.

Yohei Onishi,canta a mais recente abertura da série Ninniger.

Mistsuru Matsuoka, é outro grande artista com muito potencial, e que pode ter uma longa carreira no meio das Tokusongs. Ele veio da banda SOPHIA, e já teve seu primeiro trabalho no filme Kamen Rider W Forever: Return A to Z/Gaia memories of Fate (um review sobre o filme que foi lançado dias atrás aqui no blog confiram aqui.filme esse que ele também atuou como ator sendo Daido Katsumi, Kamen Rider Eternal.
Seu mais recente e atual trabalho, está sendo com a nova banda EARNEST DRIVE, cantando a música Surprise Drive, abertura de Kamen Rider Drive

Esta música mostra a força que a Tokusong, ainda mantém nas novas séries, assim como nos mostra também que vem crescendo o interessente entre os jovens músicos e bandas, á emprestaram suas vozes especialmente para as séries de Tokusatsu, com isso o mercado tem se expandido, resultando assim um maior espaço para que a música do Tokusatsu continue sendo um sinonimo de boa música e uma parte muito importante da culura japonesa no geral, como já tem se tornado através das décadas. Podemos esperar para os anos e décadas seguintes, muitos novos artistas talentosos, que irão continuar o legado que Isao Sasaki, Ichiro Mizuki, Akira Kushida, entre outros tantos respeitados cantores, tem deixado ainda em vida.
Como a música no geral, as Tokusongs sempre se reinveitam, e essa é a parte boa, conforme as séries mudam, as músicas também há de mudar, para se adaptarem as constantes mudanças e exigencias do mercado, além do público que muda á cada 10 ou 20 anos, por exemplo. 

Isso nos faz ter a certeza que assim como o Tokusatsu é eterno, a música dentro dele também é eterna, são duas coisas que se completam, por trás de uma grande série, sempre haverá uma emocinante música, uma canção que nos faça se empolgar assistindo uma cena de luta, ou aquelas músicas em que você não consegue conter as lágrimas de tanta emoção, quantas vezes você não chorou vendo a cena de um determinado herói, ou nunca se empolgou tanto com uma determinada cena, que não aguentou e cantarolou junto aquela música que tocava no fundo...Pois é, esse é o poder que a música tem sobre nós, e ela é essencial em todos os meios de entrenimentos que existem, e claro, essencial para nossas vidas no geral. 
   
Espero que esta matéria tenha ajudado á muitos para consultar certas passagens na história da TokuSong, que muitas vezes acabamos nos esquecendo, assim como que esta matéria tenha ajudado á quem está começando á entrar nesse universo da música de Tokusatsu, a conhecer um pouco do que á de bom nesse universo, que como eu disse, é gigantesco e está muito, mas muito longe de acabar!
Eternidade ás Tokusongs!!!


Assim finalizo essa matéria, para quem ainda não conferiu as primeiras partes acessem aqui:

Obrigado e até a próxima!

COMPARTILHAR NO:  Facebook Twitter Google+

8 comentários:

  1. Sensacional, uma das melhores matérias do ano. Parabéns Venâncio. 👏👏👏👏👏

    ResponderExcluir
  2. Muito completa mano. cada vez você se supera.

    ResponderExcluir
  3. Venâncio, vou te falar cara... Sensacional!!!
    Nunca demorei tanto pra ler uma matéria, rs... não sabia se lia, assistia os vídeos, voltava e lia trechos anteriores... muito bom cara. Material sensacional! Sem dúvida, uma grande contribuição para a tokunet!
    Parabéns cara, e que venham mais matérias com esse absurdo nível de qualidade!

    ResponderExcluir
  4. Fala meu mano Venâncio, me desculpe por demorar por comentar, sabe como é, curso e só chego a tarde. Mas o que falar desta matéria FODA PRA CARALHO, ta bom demais, tu cresceu muito e contribuiu muito para todos nós, seu conhecimento é imenso, edita bem, sabe escrever bem, tu é foda.

    ResponderExcluir
  5. Ótima matéria fiquei vidrado lendo rs. parabéns por todo rico conhecimento que vc passou a todos os fãs de tokusatsus.

    ResponderExcluir
  6. Ohh Pessoal Valeu, valeu mesmo de verdade!!! são comentários assim que nos dão forças para continuar escrevendo e trocando conhecimentos e informações com todos, a Tokunet, tem crescido muito, e a gente se esforça á cada dia, para contribuir para esse crescimento! Com certeza, se chegamos até aqui é graças á vocês! Mais uma vez Obrigado á todos! :)

    ResponderExcluir
  7. Excelente matéria e me esclareceu muitas dúvidas que tinha sobre as músicas..... mas ainda tenho uma dúvida:

    Esses grupos musicais são exclusivamente contratadas da Toei para cantar as músicas (Assim como o Roberto Carlos na Globo) ou a Toei contrata artistas esporadicamente variados para cantar os temas de sentais e Kamen Riders?

    Eles fazem testes para ver quem canta a abertura e encerramento dos sentais entre eles, ou a Toei é quem define?

    Obrigado.

    ResponderExcluir
  8. Obrigado amigo!
    Olha esclarecendo á sua dúvida, é o seguinte: Os cantores são contratados pela Toei e pela gravadora, que escolhem os cantores, por exemplo: Ichiro Mizuki, já cantou para séries da Toei e para séries da Tsuburaya, e os próprios cantores seguem suas carreiras solos, então o contrato vem por parte da gravadora e não só da produtora da série no caso...

    Já artistas como os Rider Chips, e as Kamen Rider Girls, são grupos criados especialmente para cantar as músicas das séries, hoje em dia muitas bandas e cantores são contratados para cantar as músicas, que são escolhidas pela gravadora que esteja em parceria com a produtora da série! Espero ter ajudado amigo, qualquer coisa estamos ai, e obrigado por acompanhar o nosso trabalho!

    ResponderExcluir